Opiniões, Temas de Reflexão...Textos, Mensagens e Afins...
Quarta-feira, 29 de Junho de 2005
Agradecimento aos Nossos Visitantes e Amigos!!!

AG19-001.JPG  Gostava de agradecer, aqui publicamente, a todos aqueles(as), que assíduamente continuam a fazer aqui os seus comentários e deixar os seus testemunhos, bem como desculpar-me por nestes últimos dias não ter podido corresponder aos Vossos comentários com a mesma reciprocidade, que neste momento, por motivos pessoais me têm impossibilitado de estar a editar novos artigos e contribuir com a minha humilde opinião nos Vossos espaços!!! Espero em breve ter a minha situação normalizada, por forma a continuar a poder participar neste Mundo, pelo qual reitero o meu respeito, que é a Blogosfera! Um abraço sentido a todos e Beijos amigos a todas! Sejam sempre bem-vindos!!!


Nota: Cara Perfect Woman, agradeço desde já a dica, relativa aos link's, e assim que me for permitido, tentarei experimentar a solução que me enviaste!!! Creio no entanto que o meu parco conhecimento de Html, ao ínicio quando tentei inserir os primeiros link's, devo ter apagado alguns caracteres, que me impossibilitam de sanar a situação da melhor forma! Não deixarei de tentar a alternativa que me foi facultada por ti, assim que possível! Um abraço ao Carangueijo e beijos para ti! Sejam sempre bem-vindos!   


Carlos Carreira Afonso.



publicado por Carlos Afonso às 00:52
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Sábado, 25 de Junho de 2005
Acredite...Ou seja surdo...

!cid_04d301c55f77$fbafb330$766581d9@novamega1.gif


Acredite... ou seja surdo!


Era uma vez uma corrida...de sapinhos!


O objetivo era atingir o alto de uma grande torre.


Havia no local uma multidão assistindo.


Muita gente para vibrar e torcer por eles.


Começou a competição.


Mas como a multidão não acreditava que os


sapinhos pudessem alcançar o alto daquela torre,


o que mais se ouvia era:


"Que pena!!! 


Esses sapinhos não vão conseguir...


...não vão conseguir..."

E os sapinhos começaram a desistir.



Mas havia um que persistia e continuava a subida


em busca do topo...

A multidão continuava gritando :

"...que pena!!! Vocês não vão conseguir!..."


E os sapinhos estavam mesmo desistindo, um por um...


Menos aquele sapinho que continuava tranqüilo,


embora cada vez mais arfante. 


Já ao final da competição, todos desistiram, menos ele... 


A curiosidade tomou conta de todos.


Queriam saber o que tinha acontecido...


E assim, quando foram perguntar ao sapinho


como ele havia conseguido concluir a prova,


aí sim conseguiram descobrir... 
que ele era surdo!!!


"Não permita que pessoas com o péssimo hábito 


de serem negativas, 


derrubem as melhores e mais sábias esperanças de nosso coração"!


Lembre-se sempre:


Há poder em nossas palavras e em tudo o que pensamos...
Portanto, procure sempre ser
POSITIVO!


Resumindo:


Seja "surdo" quando alguém lhe diz que você


NÃO pode realizar seus sonhos...


"Não acreditem em tudo que escrevo, so em voce e seu coração"


*Celina*



publicado por Carlos Afonso às 04:02
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Junho de 2005
Bento XVI...Inflexível!!!

benoit16_b.jpg  O actual Papa, Bento XVI publicou o seu 1º livro! Sendo este o resultado de uma compilação de 3 grandes discursos que deu entre 1992 e 2005, aquando ainda era o Cardeal Joseph Ratzinger e liderava o departamento do Vaticano para a Protecção da Ortodoxia Doutrinária! Dá pelo título de "A Europa de Bento XVI - Na crise das Culturas". O que fica bem claro neste documento de cerca de 150 páginas, é a sua posição no que respeita ao aborto (apesar de já sumamente conhecido por ser conservador e a sua posição no que respeita a este assunto), é sua manifesta e expressa convicção de que a Igreja "NUNCA" deverá aceitar o aborto!!! Numa passagem do livro refere que "não existem assassinatos menores" e que, "o respeito por cada vida singular é uma condição essencial para tudo o que mereça ser apelidado de Vida Social"! Ainda noutra passagem, refere retoricamente, o porquê de a Igreja não considerar este tema como uma batalha perdida para a Igreja e dedicar os seus esforços para projectos onde possam encontrar um maior consenso social! Ao que ele mesmo responde, dizendo que seria simplesmente uma solução superficial e hipócrita!!!


Bom, pelos vistos, parece que temos Homem "mão-de-ferro"!!! Aqueles que consideravam João Paulo II, um grande conservador...que comecem a afiar a "pena", pois aqui em questões de "Conservadorismo", o Ratzinger, não deixa os créditos por mãos alheias...


Carlos Carreira Afonso.



publicado por Carlos Afonso às 02:41
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Junho de 2005
A Insustentável Leveza de Ser Mulher

globo_mulher.gif A mulher é o único ser da criação, que abriga dentro de si, um templo. Só ela sabe ser Deusa e ser Santa, ser Rainha e ser Mulher. Ser forte quando precisa, e ser frágil quando quer. Mulher que gera vidas, e cria a humanidade. Que sabe ser estrela, e sabe ser saudade. Só ela sabe ser mulher e ser menina, ser sedutora e ser seduzida. Ela é Luz quando brilha, é paz quando acalma e tranqüiliza. Ela é música quando é alegria, é ritmo vibrante quando improvisa. Ela é tempestade quando chora, ou um Vulcão quando Ama. Ela sofre discriminação, é incompreendida, mas sabe superar. Sofre preconceitos, tem lá os seus defeitos, mas sabe perdoar. É mulher e é amante, é companheira e é guerreira. Ela pode até perder a luta, mas nunca perde os seus ideais... Ela pode até perder os seus amores, mas nunca desiste de sonhar. É feminina, sensível, amável, sem perder a força. Ela é ternura quando envolve, é segredo quando encanta. Assim como a lua, ela tem as suas fases, todas imprevisíveis, todas incomunicáveis. A mulher é o maior de todos os mistérios, que alguns Homens ainda não conseguiram desvendar.


Texto de Lisiê Silva.


Carla Giovana         



publicado por Carlos Afonso às 03:06
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Terça-feira, 21 de Junho de 2005
Ai Portugal...Portugal!!!

0-Est.jpg  Hoje propunha-vos que opinassem, sobre o que espera a este País, que é o nosso Portugal! Tendo como referência, respectivamente: Passado - Presente - Futuro, da História do nosso "cantinho á Beira-Mar, Plantado" e segundo a actual conjuntura político-sócio-cultural e económica que se nos apresenta de momento! É um momento crítico sem dúvida, quando verificamos que as "contas" e orçamentos, andam num estado caótico, onde o desemprego de licenciados e profissionais de vários ramos, tem uma taxa elevadíssima! Onde assistimos a uma "desrevolução" industrial das nossas Empresas, bem como das estrangeiras que aqui possuíam filiais e aos poucos nos vão abandonando em busca de outras paragens (coisa que não admira, pois se as nacionais fazem o mesmo, em detrimento da mão-de-obra local, mais barata de outros Países recentemente integrados na União Europeia, devotando os "Nossos" ao desemprego)! Onde cada vez o fosso entre pobres e ricos é maior e onde impera a "Lei" do status e do poder, que benificia sempre os mais "endinheirados", que ajuda os corruptos e pune o Zé Povinho! Que ao longo dos últimos anos viu o seu mercado "agonizar" com o "estrangulamento" da inundação de produtos estrangeiros; que priveligiou uma política de atribuição de subsídios mal e "porcamente" empregue! Que permitia aos grandes latifundiários e proprietários, "meter" ao bolso e se pagava para não produzir! Coisa que infelizmente é apanágio da nossa Sociedade é a procura do lucro fácil e rápido, pois isso foi conseguido...por alguns!!! Pois os outros, os ditos "pequenos", esses continuam na sua labuta diária e é se querem... Onde os índices de criminalidade e marginalidade são cada vez maiores, e ultimamente se tem assistido a "brincadeiras" sérias entre "Índios e Cowboys"!!! Enfim...


Muito mais me poderia alargar, mas apenas quis deixar o "mote"! O Passado e o Presente, sabemos deles, bem...ou mal! Ressalvo aqui que não estou a partidarizar este assunto, pois esta problemática é inerente a qualquer cor partidária, seja ela qual for a que esteja no Governo! (Já agora, os que me conhecem sabem que sou Socialista, por isso, até é a cor da qual sou militante que está no Governo nesta altura, independentemente de culpados, ou não)! Porque o grande mal das nossas oposições, é passarem metade do tempo a "apontar" o dedo em vez de buscarem soluções e alternativas! O mesmo acontecendo com os Governos vigentes, que têm que "tapar" os buracos deixados pelos antecessores! Isso faz parte da nossa História política! O que me interessa é saber... e quanto ao Futuro??? O que será que nos espera...iremos mais fundo (se isso é possível), ou conseguiremos deixar a nossa eterna resignação taciturna e erguer os ânimos e lutar por um País "democraticamente correcto"??? Muito sinceramente gostava de ler as Vossas opiniões, sobre o que será de Nós...


Carlos Carreira Afonso.



publicado por Carlos Afonso às 01:47
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|

Segunda-feira, 20 de Junho de 2005
Senhor Tempo...
!cid_014901c57383$675c7630$b700fea9@aricyrod6w4z2w.gif    !cid_014901c57383$675c7630$b700fea9@aricyrod6w4z2w.gif !cid_014901c57383$675c7630$b700fea9@aricyrod6w4z2w.gif
 

                     Senhor Tempo:

 

        Espero que esta lhe encontre passando bem, ou melhor, passando o mais devagar possível.

        Por aqui vai-se indo, como o Senhor quer e consente.

        Meio rápido demais para o meu gosto e,

       quando menos se espera, novamente Dezembro.

       Vai-se mais um ano.

       E com ele, uma quantidade incalculável de amores, cores, idades,

alguns amigos, não sei quantos neurônios,

      memórias, remorsos, desvarios, cabelos, ilusões, alegrias, tristezas, várias certezas
        (se não me engano, treze).


      Foi-se a poupança. O troquinho da gaveta. 

      Foi-se aquele antigo projeto.

Foram-se exatamente nove vírgula seis por cento de todas as minhas esperanças.

     Será que o Senhor não se cansa, seu Tempo?

     Não pensa em tirar umas férias, dar uma pausa, respirar um pouco?

     Não lhe agrada a idéia de mudar o andamento? Diminuir o ritmo?
        Em vez de tique-taque, inventar uma palavra mais comprida para compasso,

mantra, ícone, diagrama?

     Me diz sinceramente: para que tanta pressa?

    Anda difícil acompanhar seus passos ultimamente.

    Não precisa dar meia-volta, eu não espero tanto. Eternidade? Não.

        Só queria sua amizade. Mas já é quase Dezembro.

   Vai-se mais um ano.       


   E o senhor passou voando, rebocou os meus momentos,

foi desbotando minhas lembranças,

   carregou mais dez meses inteiros levando cada instante meu de carona.

   Tentei voltar atrás em algumas decisões. Já era tarde.
        Não deixei nada para amanhã. Mesmo assim, não fiz sequer metade do que pretendia.

   Imaginei várias maneiras de estancar os dias,

   segunda, terça, quarta, quando via já era quinta. Sexta. Sábado. Domingo.

 Pronto. Pensei em fuga.

   Será que existe algum lugar deste mundo onde as horas não me encontrem?

  Fiquei meses trancado em casa.
        Foi inútil. Lá fora, o Senhor continua passando.
        E já passou mais um pouquinho.

        Calma, Tempo! Espera só um minutinho para eu


  explicar melhor meu ponto de vista.

 Nem todo mundo é pedra, concorda?

Dito isso, imagine quantos pobres mortais sofrem da mesma agonia diária:

 giros e mais giros nos ponteiros, os cantos dos cucos, as denúncias das sombras,

 os grãos de areia escorrendo (parece até hemorragia crônica), tudo escapulindo,

 descendo, subindo, o frenesi dos dígitos, um, dois, três, quatro, cinco, cem.

 O Senhor vai tirar o pai da forca? Está fugindo de alguém?

De quem? De mim? De ontem?

Eu conheço de cor suas obrigações.

Estou convencido de suas utilidades.

Não fosse o Senhor, não existiria saudade,

retrato, souvenir, Antigüidade, história, época, período,

 calendário, outrora, passatempo,

novidade, creme anti-rugas, disputa por pênaltis, antepassado,

descendente, dia, noite, nada,

não existiria sabedoria, eu sei disso.


Não tome como queixas minhas palavras, por favor não tome.

Aqui vai apenas uma súplica.

Ah, se o Senhor fosse mais indulgente, mais piedoso,

mais pensativo, menos estressado, mais manso, menos rigoroso,

um bon vivant, e se distraísse aí pelo caminho,

e se deixasse apreciar as paisagens, e sofresse um devaneio,

e ficasse de bobeira, esquecido
        das horas, divagando...

 

*Quem souber a autoria por favor me diga, mas não tem pressa, não.

Ah...Enquanto é tempo queria te dar um abraço muito apertado e muitos beijos...

Pois pra isso toda hora é hora, né...

 

"Não acreditem em tudo que escrevo, apenas em voce e seu coração"

*Celina*


publicado por Carlos Afonso às 03:34
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Domingo, 19 de Junho de 2005
Há Palavras que nos Beijam
casalbeijando.jpg

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.
Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.
De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.
(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O'Neill
***************
Carla Giovana



publicado por Carlos Afonso às 00:37
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Sábado, 18 de Junho de 2005
Sai uma anedota...

62543141-eu.jpg Era uma vez um homem que estava sempre em casa da amante. Um dia, perdeu a noção do tempo e saiu a correr, sem reparar como estava vestido. Desceu as escadas, entrou no carro e acelerou para casa, onde encontrou a mulher a fazer o pequeno-almoço.


- Onde é que andaste, Super-Homem? - (pergunta ela).


- Fui comprar o jornal! - (respondeu ele, um pouco envergonhado).


- Vais tomar o pequeno-almoço, Super-Homem?


- Claro que sim.


- Queres sumo, Super-Homem?


Ele responde que sim e por fim, incapaz de se conter mais, perguntou: - Que história é essa de Super-Homem??? Uma referência ao meu belo corpo atlético?!


- Não sejas ridículo...(responde ela),... Só tu e ele é que vestem as cuecas por cima das calças!!!...


Enviada para a revista das Selecções Reader's Digest, por José F. Lima, do Brasil.


Carlos Carreira Afonso.



publicado por Carlos Afonso às 00:09
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Sexta-feira, 17 de Junho de 2005
"Camisola do dia"...

camisola_do_dia.jpg


Na sensualidade dos teus
movimentos planejados,
tu vens ao meu encontro
com todo o amor que tens
para me dar, dentro de
uma entrega total ...


E os movimentos graciosos
que vens fazendo com tua
camisola branca, límpida e
transparente, chegas ao meu
lado com aquele perfume de desejo ...


Porém a noite, não foi feita para
o branco, então com sensualidade
incontida trocarás o branco pelo
preto do desejo ...


Não ! desta vez o preto não te
caiu bem, estavas inquieta,
parece que faltava alguma coisa...


Então, colocamos uma musica
para ouvir e tu viestes toda
dengosa, charmosa, cheia de
desejos numa camisola repleta
de amor, de um vermelho escarlate,
o vermelho desejo ...
e embriagados pelo perfume da
dama da noite, dançamos e amamos
até o êxtase total...


Autor - Rodriguez


Carlos Carreira Afonso.



publicado por Carlos Afonso às 00:43
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Junho de 2005
Marcas de Quem Muito Amou
White_Rose.jpg


Todos me dizem:
"Como você mudou"
Então eu respondo:
"Marcas de quem muito amou."



Me perguntam também:
"O ódio aflorou?"
Pacientemente digo:
"Marcas de quem muito amou."


Eles nunca me entendem:
"Porque perdoas quem te machucou?
Com um leve sorriso no rosto respondo:
"Marcas de quem muito amou."



Também ousam a comentar:
"Como és bobo,já perdôo!"
E sabendo que não amas respondo:
"Marcas de quem muito amou."


Alguns,ainda fazem a replica:
"Você por ela já chorou?"
E com um olhar afirmativo digo:
"Marcas de quem muito amou."


Um pequeno grupo ainda fala a mim:
"Ela é sua amiga?Como ousou?"
Já sem vontade de viver falo:
"Marcas de quem muito amou."


As vezes um amigo ainda me repreende:
"Pare de repetir a frase:Marcas de quem muito amou."
Então,lembro do meu doloroso passado,respondo:
"Marcas de quem por amor chorou."

Joel Pereira Nascimento
(Jovem de 15 anos que já desponta para a poesia)


publicado por Carlos Afonso às 01:25
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Só para mantêr o Blog ati...

Feliz Natal e Feliz Ano d...

Olá Meus Caros(as)!!

Olá aos Amigos(as)!!

Felizes Páscoas!!

Feliz Natal a Todos(as) A...

2 Esclarecimentos!!

"CAPITALISMO"...

Tudo a Entrar nos "Eixos"...

Agradecido/Esclarecimento...

arquivos

Março 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

links
Música - Ivete Sangalo
Contador de Visitas
Horas: Belém - Brasil
as minhas fotos
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds